Oscar Niemeyer | Torre Oscar Niemeyer

Oscar Niemeyer

 

“Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein”
Oscar Niemeyer

Nascido em 15 de dezembro de 1907, Oscar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares Filho é sem dúvida o maior arquiteto brasileiro de todos os tempos. Carioca, é considerado um dos nomes mais influentes da moderna arquitetura do Brasil e do mundo.

Autor de traços inconfundíveis, Niemeyer terá mais um sonho concretizado assim que estiver concluído, em dezembro de 2012, o complexo tombado, até então formado pelo prédio atual da FGV inaugurado em 1968, e que será completado por duas novas edificações. Projetados pelo arquiteto, o novo prédio e o Centro Cultural foram idealizados dentro de modernos parâmetros de sustentabilidade, de forma a impactar positivamente a sociedade hoje e no futuro, dos pontos de vista ecológico, econômico e social.

O anteprojeto original previa uma urbanização para toda a faixa da Praia de Botafogo, o que seria ainda possível na época - 1954/55 -, conservando a beleza natural dos arredores. A solução proposta àquela época consistia em uma série paralela de prédios separados por áreas verdes, todos da mesma altura, colocados em posição normal às linhas da montanha e da praia. O panorama ao fundo seria assim preservado sem se perder a vista para o mar.

Niemeyer faleceu no dia 5 de dezembro de 2012, deixando como legado os prédios e as esplanadas da FGV; foi arquiteto-chefe da nova capital, Brasília, e projetou as sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário brasileiros, o aeroporto e a catedral –; projeto o complexo da Pampulha, em Belo Horizonte; o Museu de Arte Contemporânea, em Niterói; o sambódromo e os CIEPS da cidade do Rio de Janeiro; o memorial da América Latina, em São Paulo; a sede da editora Mondatori, na cidade de Milão, Itália; a sede do Partido Comunista Francês, em Paris – entre muitos outros marcos arquitetônicos, no Brasil e no mundo.
 

A FGV se orgulha de fazer parte da vida e obra de Oscar Niemeyer e homenageia o mestre das curvas.

 

Conheça mais sobre a obra e a vida do arquiteto no site da Fundação Oscar Niemeyer.